O Boxe que vence

Desde a medalha de Bronze conquistada nos Jogos Olímpicos do México, em 1968, o Boxe do Brasil amargava um ostracismo indigno na modalidade. Esse vácuo durou quarenta anos, período em que não conseguimos sequer figurar entre as 40 melhores equipes do mundo. Essa realidade precisava ser modificada.

Ciente dos problemas e das dificuldades, mas sabendo o que precisava ser feito, a partir de 2009 a nova gestão da CBBoxe iniciou uma profunda e ampla revolução no seu modelo de gestão.

Em pouco tempo, o Boxe do Brasil pulou para o Top 10 em Campeonatos Mundiais. Em apenas duas edições de Jogos Olímpicos conquistamos quatro medalhas olímpicas. Entre 2009 e 2011 subimos três vezes no lugar mais alto do pódio nos mundiais Feminino, Juvenil e Masculino Elite. Entre 2009 e 2015 foram 9 as medalhas conquistadas em Campeonatos Mundiais.

Foco exclusivo na modalidade e nos atletas, direcionamento adequado de recursos, investimento em infraestrutura e estrutura de apoio, remodelagem de eficiência administrativa, valorização das Federações (a quem compete o fomento da base), reformatação de competições, preparação de árbitros, dentre outros, foram fatores que revolucionaram o Boxe Olímpico do Brasil.

Com o essencial apoio do Comitê Olímpico do Brasil, do Governo Federal e do incentivo da Petrobrás firmado em 2011, a CBBoxe montou uma estrutura, tanto física quanto de recursos humanos, que se tornou a base para a quebra de um jejum de mais de quatro décadas sem medalhas olímpicas, além das sucessivas medalhas em Campeonatos Mundiais, e de substanciais conquistas em importantes torneios internacionais.

Acreditamos que muito ainda há para fazer e o Boxe do Brasil foi colocado nos trilhos. Os desafios agora são ainda maiores. Com trabalho, seriedade e honestidade todos serão vencidos e o boxe brasileiro continuará a ser destaque.

Conheça um pouco mais do trabalho realizado pela CBBoxe desde 2009 que elevou o Boxe do Brasil ao topo do esporte mundial.